Icone branco.png

ODONTOLOGIA ESPORTIVA

ODONTOLOGIA ESPORTIVA 

MELHORA DO DESEMPENHO ESPORTIVO

A Odontologia com foco no esporte permite um trabalho preventivo com atletas, tanto profissionais como amadores. Leva em consideração a modalidade esportiva praticada, as regras do esporte e a fisiologia do exercício.

Como o próprio corpo do atleta é seu instrumento para ser bem-sucedido no esporte, a manutenção do equilíbrio de todo o organismo é fundamental, sendo necessário prevenir alterações bucais que possam interferir no seu dia a dia, provocando ausência em treinamentos e competições ou mesmo prejudicando sua alimentação e o seu desempenho.

Por exemplo: dores, inflamações ou infecções nos dentes ou gengivas podem afastar o atleta dos treinos. A ausência de dentes pode comprometer a mastigação dos alimentos, afetando o processo nutricional, e a respiração bucal pode causar alterações no aporte de oxigênio. 

Assim, a orientação em relação à higiene oral, com avaliação da mordida e da respiração, faz toda diferença no desempenho esportivo.

PREVENÇÃO DE TRAUMAS BUCAIS

O protetor bucal é um acessório útil e muito importante na vida de um esportista. Protege os dentes, gengivas, articulações bucais e faciais contra impactos, além de também melhorar a respiração do atleta no momento do exercício.

 

Em modalidades esportivas de contato como boxe, artes marciais, basquete, handebol e hockey, o uso deste aparelho é imprescindível, pois as chances de atletas sofrerem impactos na boca durante o esporte é muito grande. Utilizando o protetor bucal, o risco é reduzido em 80%

Além disso, traumatismos funcionais (que ocorrem pelo apertamento contínuo dos dentes durante o exercício, como em esportes de levantamento de peso) e disfunções temporomandibulares podem ser prevenidos com uso de protetores bucais. 

 

O protetor bucal é individual e personalizado, levando em consideração a modalidade praticada e o tempo de treino. Um protetor bucal inadequado ou mal ajustado pode diminuir o rendimento do atleta e até aumentar a chance de fraturas de mandíbula.