Icone branco.png

ODONTOPEDIATRIA

ODONTOPEDIATRIA

PROMOÇÃO DA SAÚDE BUCAL DE BEBÊS E CRIANÇAS

Na Odontopediatria é preciso, antes de tudo, gostar de crianças. Saber agir de forma amorosa, porém firme e segura, tratando os pequenos pacientes com carinho e acolhimento. Usar diversas técnicas e recursos para ganhar sua confiança e obter seu envolvimento com o tratamento, de maneira tranquila e confortável. Este relacionamento positivo é fundamental para a promoção de bons hábitos para a vida inteira, com naturalidade.

A Associação Brasileira de Odontopediatria (ABO) recomenda visitar o odontopediatra antes do primeiro aniversário do bebê, mesmo que ele ainda não tenha dentes. É importante que os pais recebam orientações sobre higiene dos dentes e gengivas, uso de chupetas e mamadeiras, informações sobre alimentação e dentição, entre outras.

bebezinho defendi.png
fluor.jpg

APLICAÇÃO DE FLÚOR E SELANTES

Flúor e selantes são recursos preventivos utilizados para o fortalecimento das estruturas dos dentes das crianças.

 

O flúor é um componente químico que atua no fortalecimento do esmalte, reduzindo significativamente a ocorrência de cáries nos dentes. Ao entrar em contato com a superfície do dente, o flúor se incorpora a ele e passa a fazer parte de sua estrutura.

O selante é uma substância fluida que penetra nas fissuras (ranhuras e sulcos) dos dentes, local de maior incidência de cáries. O produto age como uma barreira protetora do dentevedando estas fissuras e evitando o acúmulo de resíduos alimentares e a penetração de bactérias nestas áreas de difícil higienização. 

RESTAURAÇÃO DE DENTES DE LEITE OU PERMANENTES

A partir do momento em que o dente nasce, ele está sujeito a sofrer uma lesão de cárie. Se a higienização do dente não é feita de forma adequada, as bactérias se aderem aos resíduos alimentares presentes no dente e produzem um ácido que provoca a desmineralização do esmalte dentário, causando manchas e cavidades.

Quando aparecem cáries em dentes de leite (dentes decíduos), a lesão deve ser tratada para evitar que as bactérias atinjam o canal e contaminem o germe do dente permanente que está logo abaixo. Se isso acontecer, o dente permanente pode sofrer alterações estruturais e nascer com imperfeições como alteração de forma ou de cor.

O estágio inicial da cárie se caracteriza por manchas brancas facilmente detectáveis e tratáveis pelo odontopediatra, antes que se forme a cárie propriamente dita. Quanto mais cedo for diagnosticado o problema, mais simples e rápido será o tratamento.

ORTODONTIA PREVENTIVA

A ortodontia preventiva existe para mitigar as situações que, se não reparadas no começo, podem causar ou agravar problemas nas arcadas dentárias das crianças, principalmente se já houver uma tendência genética.

 

Um dos principais focos da ortodontia preventiva é a preservação dos espaços naturais que existem entre os dentes de leite, para que os dentes permanentes possam nascer e ocupar este espaço natural, sem comprometer ou entortar outros dentes ou até mesmo nascer tortos ou atrás de outros dentes.

Assim, problemas de mordida (má oclusão) em crianças, como mordida cruzada, mordida aberta ou mordida profunda, podem ser resolvidos de maneira mais simples.